Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

22
Jun17

Maria & Moço Shower Challenge

Maria das Palavras

Acalmem essas mentes pervertidas: não vai haver cá imagens de duche nem a solo nem em par. Mas quando cheguei a casa, o Moço anunciou que tinha chegado uma encomenda para mim. Depois de me passar o entusiasmo infantil com que continuo a receber qualquer coisa que me enviem por causa do blog (notem que não estava à espera de nada, nem tinha de escrever sobre isto como contrapartida) comecei a ler a informação que vinha com a encomenda e...fartei-me de rir. Já explico.

Yves Rocher Gel Duche Concentrado - Maria das Palavras

 

O miminho era da Yves Rocher que de certeza todos (todas?) conhecem e eram três embalagem de gel de duche. Não sei se já vos disse mas a família do Moço tem um problema com gel de duche. A mãe dele coleciona-os à beira do chuveiro: juro que cheguei a ver vinte embalagens meio usadas à borda da banheira e ela continuava a comprar (antes isso que meter-se na droga, mas ainda assim...). Cheguei a tirar fotos ao fenómeno para mostrar no blog mas como o Moço achou de mau gosto, não publiquei (fica aqui disfarçado no meio do texto, pode ser que ele nem leia). O certo é que cada vez que tomo banho em casa dos sogros deparo-me com um leque de opções igual ao de um hipermercado.


Mark-Walberg-new.gif

 

O Moço tem um problema diferente: come gel de banho. Ora bem, não literalmente. Mas ele usa tanto gel de banho com a desculpa que "é maior que eu" que já considerei pedir-lhe que deixasse de tomar banho, que me dá cabo da economia caseira.

 

Ora esta linha nova de gel de banho que a YR me mandou para testar é uma fórmula concentrada! Estão a ver o Skip Pequeno e Poderoso? É tipo isso mas para lavar o corpo em vez da roupa. Estão a ver a embalagem de Fairy que lavou a louça de toda a gente que comeu feijoada na ponte Vasco da Gama? Este gel de banho dava-lhes banho a todos. Diz que uma destas embalagens de 100 ml dá para 40 duches. E eu, a ler isto ao pé do Moço e tendo em mente a sua capacidade de uso de gel de banho desatei à gargalhada. Não duvidando da capacidade do frasquinho. Duvidando antes da capacidade de algumas pessoas serem comedidas. 

 

E ele chamou-me exagerada a mim. Conclusão: vamos ao desafio! Cada um de nós vai usar uma das embalagens de cada vez que tome banho e vamos ver quanto dura! Temos de apontar, porque não serão 40 dias certos, visto que ele toma banho no ginásio várias vezes e às vezes estamos fora e nem sempre é necessário levar o gel de duche atrás. Eu vou usar exatamente a dose recomendada pela Yves Rocher que me chegará perfeitamente (acho...) ele vai ser Moço e o gel vai durar......aceitam-se apostas! Mas desconfio que vou ganhar sem grande esforço.

O8NoXrC.gif

 

Eu vou usar o de Manga & Coentros, dois alimentos que não gosto, mas - como há coisas do diabo - foi o aroma que mais gostei (super frutado). Ele que disse que tanto lhe fazia, porque todos cheiravam bem, por isso decidi que vai usar o de Laranja Amarga & Azeitona, para as cores não serem parecidas e ele não pegar no meu alegando que foi engano e mo gastar (para fazer parecer que eu também não aguento os 40 dias). 

Nota: Olhando para os últimos dois posts, este blog está a cheirar muito a flores. Mas não desistam já, que segue-se as parvoíces do costume. Sim, porque este post não é parvo, é super maduro... #sóquenão

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

22
Jun17

Como des-besuntar a pele

Maria das Palavras

Não, não se diz assim, escusam de vir os grammar nazis da vida desejar que eu tenha um troçolho por escrever mal. Mas já é um golpe duro para mim ostentar o título de blogger menos in e falar de cremes e maquilhagem, portanto, imaginem o que seria eu dar um título ao post do género “3 passos infalíveis para remover maquilhagem”. Ora, quando comecei a pintalgar a cara com mais regularidade, usava para me desmaquilhar a tal coisa milagrosa a que se chama água micelar. Porque tem micelas com os benefícios X, Y e Z? Não, porque me disseram que aquilo fazia de tudo, incluindo hidratar, limpar, desmaquilhar, passar a roupa a ferro e andar ao pé coxinho.

O que sucede é que eu passava dois, três, vinte discos de algodão e continuava a ver sujidade como se tivesse andado nas minas de carvão o dia todo - ando a ler o primeiro livro da trilogia O Século do Ken Follet e portanto tenho as minas de carvão na cabeça. Estava a um passo de pôr diluente na cara ou usar lixa daquela que o meu pai costumava ter na oficina. E foi aí que vi num vlog da Ingrid Nielsen a menção a este produtinho. Tenho a certeza que lhe pagaram uma fortuna para o elogiar, mas a verdade é que…funciona. Parece uma cera dura, mas no contacto com a pele fica cremoso e literalmente desfaz a maquilhagem e a sujidade que está na pele. É nesta fase que parece que nos estamos a disfarçar para a guerra, porque a máscara de pestanas desfaz-se à volta dos olhos e até às bochechas (sim, eu percebo que com esta visão, não acreditam que isto limpa). Depois é só lavar com água para tirar tudo. Também parece caro, mas tendo em conta as vezes que utilizei e o boião ainda está praticamente intacto, diria que vai render muito.

Clinique Take the day off Balm - Fapex.pt | Dica Maria das Palavras para des-besuntar a cara

 

Há à venda na Sephora, mas eu comprei online, aqui. Choca aí Clinique e manda vir o patrocínio, faxabor.

hifive.gif

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

21
Jun17

Dois dedos de conversa #73

Maria das Palavras

Maria repara que determinada pessoa, sua conhecida (moderadamente), pede hambúrguer vegetariano: 


Maria: Mas és vegetariana? Achei que já te tinha visto comer carne.

Pessoa: Não sou. Mas evito comer carne. Tenho pena dos bichos.

Maria: Ok, respeito. 

Pessoa: Só como galinha. Porque as galinhas são estúpidas.

Maria: 

 

AV4Lrw4.gif

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

20
Jun17

As palavras são estúpidas

Maria das Palavras

Não se apalpam. Não podemos pegar numa e atirá-la. Não podemos misturá-las na água e fazer com que alguém as beba para ficar melhor. Não as podemos ver quando as dizemos, nem as podemos roubar quando as ouvimos de forma a ficarem só para nós. Não lhes tocamos - quando muito tocamos no papel onde moram. São pouco importantes, são só palavras, não têm nada dentro, fomos nós que as inventámos e sem nós não eram nada. São pontos que formam traços, que formam sons, que formam significados. Mas não existem como existe uma maçã, à parte da nossa vontade. Não as roemos, não lhes tiramos o caroço, não deixamos cair uma e quando vamos a ver, nesse sítio cresceu um discurso. Não nos batem num braço e fazem uma nódoa negra.  Sozinhas, soltas, sem nós, se não as ouvirmos, se não quisermos saber delas, não valem de nada.

 

Mas ferem. E acalmam. Separam famílias e juntam amores. Contratam e despedem. Compram a paz e a guerra. Mudam-nos. E mudam o mundo. Esses pontos, que formam traços, que formam sons, que formam significados. Que sozinhas, soltas, sem nós, se não as ouvirmos, se não quisermos saber delas, não valem de nada.

 

Coisas estúpidas, as palavras.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds