Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

04
Set14

Guia para o primeiro encontro: para elas

Maria das Palavras

1. Não falem pelos cotovelos. Tenho uma amiga que quase dá força literal à expressão porque além de falar como se o mundo acabasse amanhã e não pudesse deixar nada por dizer, ainda acompanha o discurso de gestos largos. Ele começa logo a ver a vida dele a andar para trás: como vai ser quando quiser estar a ver o Benfica em silêncio (e sem esbracejar que tape o ecrã)? Falem, sem dizer logo tudo -  para criar mistério no ar e ainda haver conversa para um segundo encontro (e toda uma vida, quem sabe). Além disso ele também pode querer falar...mostrem interesse. Se notam que não se calam, travem-se e perguntem-lhes coisas: a opinião deles, se já fizeram isto ou aquilo, e tudo no geral que não seja muito polémico (és contra ou a favor do aborto?) ou intímo (ex-namoradas?). 

2. Não sejam nada mais do que aquilo que são. Mesmo que não sejam pró-honestidade, lembrem-se disto: a mentira tem perna curta. Se não gostam de futebol, assumam (ou antes, não mencionem). Não se queiram fazer de experts e interessadas em algo que vos aborrece. Não vá ele falar-vos do Maradona e vocês acharem que isso é aquela corrida dos 42km. Vão ser apanhadas, ok?

3. Roupa nem-tanto-à-terra-nem-tanto-ao-mar. Vistam-se e olhem ao espelho. Está apropriado para uma entrevista de trabalho num banco? Troquem. Dá para ir à discoteca a seguir? Troquem. Adequada a funerais? Troquem. Quem vos vê na esquina pergunta quanto levam? Troquem. Dá para ir treinar? Troquem. Dá para estar confortável em casa? Troquem. Dá para ir a um casamento? Troquem. Sobrou alguma coisa? Usem isso. Não há nada proibido (rasos ou saltos altos, calças ou saias,...) desde que o conjunto não caia nos extremos que mencionei e não traia o vosso estilo pessoal. De resto, quanto mais simples: melhor.

Usar e não usar no primeiro encontro

Imagens NÃO: wheretoget.it | lambopower.com | www.buzzle.com
Imagens SIM (linha de baixo): mangooutlet.com

 

4. Não sejam controladoras...nem indecisas. Não exijam o restaurante XPTO (sobretudo se esperam que ele pague e o vosso favorito pede um balúrdio à cabeça), mas também não sejam meninas quando eles vos perguntar onde gostariam de ir. Está bem que eles podiam escolher e pronto, ser uns homenzinhos, mas também não vos conhecem convenientemente (isso muda, se correr tudo bem) e não querem cometer o erro de vos levar a comer sushi quando vocês não podem com o cheiro de peixe cru (e já percebemos que eu não sou a única). Se ele vos perguntar, sugiram que vos dê dois ou três à escolha e vocês decidirão o favorito. Tira-lhes um bocado a pressão de cima (uma má escolha será dos dois) e aprendem desde o início a nobre arte da partilha de responsabilidade. Igual para um filme no cinema. Ou qualquer outro programinha. 


5. Deixem que seja ele a avançar. Se forem umas grandes malucas e quiserem atirar-se de cabeça tudo bem, mas a maior parte de nós tem sempre aquele medinho de estar a ler mal os sinais. E outra parte acha que lê bem e depois faz asneira, porque se apaixona perdidamente por aquele que já vai no terceiro caldinho da semana e tem conversa para todas. Portanto deixem-se estar com todo o à-vontade possível (que não envolva falta de pose) e deixem acontecer. Prometo que no final da noite ou perto disso, ele mostra se está ou não interessado. Talvez não avance para um beijo. Mas talvez vos mande uma mensagem logo de seguida. Ou vá falar convosco no dia seguinte para marcar novo encontro.  Deixem só claro que estão a gostar (se for verdade) e deixem ver o que ele faz. Entenda-se que "deixar claro que gostaram" não é fazer o piscar de olhos 347 que vocês sabem que é de engate e esperam que ele saiba também. Ele vai só achar que tinham qualquer coisa no olho. Conseguem ser claras e subtis? Usar as palavras sem ser "ó-meu-deus adoro-te!"? Então façam isso. Qualquer coisa honesta e simples como "estou a gostar imenso de estar aqui contigo" dá para o gasto. Note-se que estou a falar de primeiros-encontros apropriados para menores.


6. Sorriam. Não falo de sorrisos forçados ou gargalhadas nervosas. Mas sorriam porque independentemente do que acontecer estão a jantar (ou outra coisa qualquer) em boa companhia - se não estiverem a gostar não precisam sorrir, mas aí também não precisam de outra dica que não seja: chama o táxi assim que possas. Mas mostrem o vosso melhor lado, o mais leve e feliz. Não é para serem falsas, já vimos que isso não funciona. Mas para mostrar que quando estão com ele, as preocupações e o lado lunar podem ser afastados por um bocadinho - coisa que devíamos todas praticar ao longo da relação, por mais que às vezes seja difícil. Relax and enjoy. Se for desta tanto melhor. Se não for, ao menos jantaram bem (espero). Eles sabem perfeitamente que somos instáveis e fazemos birras e choramos por dá-cá-aquela-palha (está no dicionário, a seguir a mulher). Deixem que saibam também que conseguimos ser adoráveis.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

7 comentários

Comentar post

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D