Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

08
Out15

Guia de Londres: Um dia e meio

Maria das Palavras

Fui várias vezes a Londres, no passado. Estadias sempre curtas que tinha de aproveitar ao máximo. O regresso das chuvas faz-me lembrar esta cidade cinzenta e multicultural. Digo sempre que não é das minhas cidades favoritas e que não me vejo a morar lá, mas está-me a bater uma saudade, confesso. Assim sendo, lembrei-me de fazer uma boa ação: deixar-vos um guia para uma visita rápida a Londres. A Ryanair está com viagens super baratas (a partir de 19,99€) mas o alojamento é muito caro por isso quanto mais se visitar em menos dias melhor. E a pensar num fim de semana vosso, agora em Novembro ou lá para o início do ano, deixo-vos este guia, considerando que aproveitam a promoção da Ryanair, cheguem a Londres num Sábado às 9h30 e regressem no Domingo pelas 17h30. Querem?

Big Ben, Londres - Maria das Palavras

 

Este é um percurso sem horas em museus (só dois gratuitos e rápidos), sem visitas pagas (não há entrada no Natural History Museum, nem voltinha no London Eye, nem ida ao Madame Tussauds, nem musical caríssimo mas potencialmente de sonho no West End) e que deixa de fora alguns pontos que numa visita mais prolongada conseguirão martelar, como o mercado de estrada de Portobello, em Notting Hill (cenário do filme homónimo). É um percurso rápido (mas para fazer com calma) e em conta, que podem fazer num fim-de-semana e que vos deixa sentir toda a Londres, e, de acordo com a minha experiência (que cruzei com este one-day-guide), bater todos os must-do. Sintam-se à vontade para me corrigir nalgum ponto ou adicionar sugestões.

 

Dia 1


1)
Saiam em Westminster e olhem em volta. Big Ben e as casas do parlamento, London Eye, o Rio Tamisa. Passeiam e apreciem.

2) Vão para a margem oposta ao Big Ben e dirijam-se ao museu imperial da guerra (Churchill War Rooms) - o melhor que tive a oportunidade de visitar, com uma experiência totalmente interativa e...gratuito!

Churchill War Rooms - Jardim - Londres | Maria das Palavras

 

3) Voltem para trás, atravessem a ponte e sigam por Whitehall para verem à distância o mítico nº10 Downing Street, residência do primeiro-ministro inglês.

4) Sigam pela mesma rua até Trafalgar Square, o largo mais famoso da cidade. Continuem até Picadilly Circus, onde verão uma imagem que vos será familiar - uma esquina cheia de anúncios luminosos. Depois sigam para a esquerda, passando por inúmeras lojas até ao próximo destino. 

5) Que é nada mais, nada menos que o Buckingham Palace. Provavelmente não apanham a mudança da guarda (às 11h30) mas podem tirar fotos com os "chapeludos" na mesma.

6) Podem voltar atrás pelo St.James Park desta vez e apreciar o parque. Desafio: procurem os esquilos.

7) Voltaram a estar na zona de Trafalgar Square/Picadilly Circus e desta vez podem dirigir-se a Leicester Square, zona comercial, onde podem comprar a preços reduzidos bilhetes para um musical no West End ao fim da noite se o plano e a carteira o permitirem. Também é aqui que poderão ver a mega loja da M&M's. Já não me lembro se eram 3 ou 4 pisos de delícias (ingeri demasiado açucar). Continuem para Covent Garden, que tem um dos mercados mais tradicionais da cidade e é uma zona muito animada. Podem almoçar por aqui qualquer coisa - se ainda não tiverem desfalecido.

8) O Sol não adora brilhar em Londres e portanto toca a aproveitar a tarde antes que escureça, com um percurso com menos pontos e que podem fazer de transportes ou a pé consoante a vossa paciência (e forma). Passando pela Fleet Street chegam à impressionante Catedral St.Pauls

9) Atravessem a ponte pedestre Millenium, a sul da catedral e encontrem o Tate, o museu de arte moderna, que tem exposições gratuitas.

10) Sigam a acompanhar o rio em direção à Tower Bridge. Vão passar pela London Bridge e ver a Torre de Londres. Cansados? Às sete e meia começam os musicais em West End, podem ir ver Picaddilly Circus iluminada ou simplesmente apanhar os transportes de volta ao hotel para passar uma noite confortável e...acordar cedo. Afinal é só um dia e meio em Londres.

 

Dia 2

1) Devidamente alimentados com um pequeno almoço à inglesa (bacon! bacon! bacon!) dirija-se à Baker Street onde encontram o famoso museu de cera Madame Tussauds e a casa-museu da personagem de ficção Sherlock Holmes. 

Baker Street - Londres | Maria das Palavras

 

2) Perto daqui, na estação de St John's Wood podem atravessar a mítica "passadeira dos Beatles", em Abbey Road.

3) Apanhem o autocarro da linha 274 daqui para Camden Market e encontrem o mercado de dia da zona de animação noturna por excelência. Promete. Se forem de Tube as estações Camden Town, Morning Crescent ou Chalk Farm são perto - e aos Domingos a primeira está fechada por causa da afluência enorme.  O mercado tem influências punk, barraquinhas com comida de todo o mundo e é aqui que têm (mesmo) de provar as mini-panquecas. Antes disso, escolham uma banca de comida do mundo e deliciem-se. Na zona das cavalariças (perguntem, se não encontrarem o caminho) há muitas lojinhas, antiguidades, e um num canto escondido a loja que fará a delícia de crianças e adultos com a máscara do Dath Vader, o anel do Senhor dos Anéis, a varinha do Harry Potter, a Tardis do Doctor Who e tudo o que possa imaginar.

4) Por falar em Harry Potter, que tal não voltar a Lisboa sem ver a plataforma 9 e 3/4? Fica na Estação de King's Cross (de comboio) que é aqui bem perto. A seguir podem seguir para Stansted. A viagem acabou...espero que tenham tirado mil fotos. E que as venham partilhar comigo. 

 

Notas adicionais:

- Calçado confortável e tudo quente. Por um tempo tão curto levem tudo numa mochila leve que possam carregar convosco sem terem de perder tempo a ir pôr ou buscar bagagem ao hotel.

- De e para o aeroporto de Stansted usem o Stansted Express, mas comprem o bilhete online (modalidades web duo e compra com 30 dias de antecedência ficam super mais baratas).

- Levem impresso um mapa do Tube (metro de Londres) e um mapa dos autocarros que relaciona os pontos turísticos com as linhas (e as estações de Tube também): assim não se perdem nunca..

- Em Londres usem o Oyster Card (cartão para transportes públicos, basicamente o nosso Zapping com sardas e dentes tortos), é a forma mais barata e prática de viajar no Tube e nos autocarros vermelhuscos.

- Come-se mal em Londres (a não ser que paguem muito bem). Abandonem-se à junk food por um par de dias para pouparem e lembrem-se que no final da viagem vão estar enjoados do cheiro a caril.

- Desconfiem dos alojamentos baratos. São longe ou as fotos não deixam perceber a zona que não tem muito bom ar ou o quarto que é caixa de fósforos. Se puderem fazer um estrago fiquem na melhor cadeia de hotéis em que já fiquei (é low budget, mas em Londres low budget é caro) que é o Premier Inn e não deixem de disfrutar do pequeno-almoço completo - eles têm uma política de "melhor cama do mundo", se não ficarem satisfeitos, eles reembolsam-vos (mas não há como não adorarem aquelas camas, vão passar a melhor noite da vossa vida...a dormir). Como alternativa, ainda perto do centro, mas caixa de fósforos e não-adoro-a-zona-mas-é-barato-e-limpo têm o Golden Strand (é pior que as fotos aviso já) - falo nele porque é o primeiro aconselhado no Booking, talvez repetisse a pagar da minha carteira, mas não estou certa em recomendar.

- Se forem por mais dias façam tudo o que disse, mas com mais calma, e ainda piquem os pontos que não incluí no percurso mas mencionei no segundo parágrafo.

 

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Miss F 08.10.2015 23:55

    Bem acho que para 2 dias está um óptimo guia! Eu, adorando Museus, amei o British Museum e Natural History Museum, vi um pouco à pressa mas do que vi adorei. Uma coisa engraçada, não tinha noção que o Big Ben era tão alto!

    Deixo uma dica, se não quiserem junk food e tiverem algum dinheiro experimentem o Jamie's Italian (há vários pela cidade). Não é muito caro (tendo em conta os padrões da cidade) e come-se bem. Eu jantei lá no meu aniversário e tiveram a gentileza de escrever 'Happy B-Day' e trazer uma velinha. Fiquei aiiiinda mais fan do Jamie Oliver!

    E obrigada Maria, não me anda nada a apetece ir a Londres outra vez, a minha irmã foi lá este fim-de-semana, por isso este post só veio assim deixar-me sem vontade nenhuma, nada de nada, de ir a correr para lá!!!
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Seguir no SAPO

    foto do autor

    Passatempos

    Ativos

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    O meu mai'novo

    Escrevo pr'áqui







    blogging.pt

    Recomendado pela Zankyou

    Blogs Portugal

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    subscrever feeds