Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

23
Set14

Os meus dez livros favoritos - Parte I

Maria das Palavras

Quando me desafiaram que os numerasse comecei a tarefa difícil de matutar, recordar e selecionar. Pensei que teria de recorrer à(s) estante(s) e que me custaria deixar de fora alguns. Depois ocorreu-me que esses livros também se podem encontrar na FNAC, na Bertrand, no Continente (no mercado da Batalha aos Domingos). Mas há outros que só eu posso enunciar. Mesmo produzidos em massa tornaram-se só meus. 

Estes são os primeiros cinco da lista:

1. Livro em Branco. Nunca o preenchi na totalidade. Foi a minha mãe que mo comprou (estava na moda, nas papelarias, e descobri agora que ainda se vende). Podia ser um caderno qualquer em branco, mas é um que foi batizado com esse nome e ensina-nos na capa que "Um livro é um livro, mesmo quando não há nada nele". Escrevinhei nele na adolescência e o que se lê são poemas de miúda, a tinta azul.

O Livro em Branco - Wook

 

2. A Minha Agenda. Já não sei de que ano era aquela verde com bolinhas branca, mas foi a minha favorita. Preenchi-a religiosamente...pelo menos até me fartar da novidade. E nem consigo escrever isto sem a minha cabeça cantarolar "A minha agenda...a minha agenda...", sabem?

 

3. Os meus diários. Pessoa que escreve não passa por toda a vida sem ter um. Eu tive vários. Com cadeados e tudo, segredos de morte e paixões rascunhadas. Hoje já sou esperta o suficiente para não deixar em registo o que não quero que os outros saibam.

 

4. Caderninho de autógrafos da minha mãe. Castanho, pequenino (quase um bloco de notas, mas com capa dura e que se escreve na horizontal). Tinha dedicatórias lindas, ilustradas por verdadeiros artistas, que eram os seus amigos da juventude, e quadras sentidas que rimavam e tudo.

 

5. O meu caderninho de autógrafos. Acho que o tive no 7º ano. Passei aos colegas todos para me deixarem uma dedicatória. Por mais fofinhos que tivessem sido, está uma desilusão gráfica e literária comparado com o da minha mãe.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

subscrever feeds