Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    VeraPinto 08.01.2015

    Só para que conste:  O bolo rei é uma metáfora. Tal como tu, não sou da nobreza por isso não como nada dessas coisas da realeza. Pus-me a pensar, e deveria ter escrito, bolo de chocolate ou de iogurte que é mais alimento da classe que pertenço, o povo ora pois. 
  • Imagem de perfil

    Maria das Palavras 08.01.2015

    Só recentemente comecei a conviver mais com uma pessoa com essa mesma doença e tive oportunidade de perceber que, a título de exemplo, em Lisboa, só há um restaurante com menus para celíacos...Parece que em Barcelona, até os MacDonalds têm menus próprios que garante que nem há risco por contaminação nem nada. Uma realidade diferente.

    Gabo-te a paciência para desejar e não ceder (tem mesmo de ser, eu sei, mas não deixas de ser uma corajosa). Agora a julgar pela super-moda-sem-glúten nunca achei que seguir essa dieta pudesse engordar!!

    Beijinho alien*
  • Imagem de perfil

    VeraPinto 08.01.2015

    Felizmente que agora as coisas estão a mudar, e há por aí muita gente sensibilizada pela questão do glúten. É claro que se tirares todos os alimentos sem glúten da tua vida emagreces. Ora vejamos, tiras o pão, as bolachas, as massas, as pizzas, as conservas, os refrigerantes, as bebidas brancas, os bolos, os salgados, etc, emagreces. Afinal não há muito que reste que possas comer, certo? Mas engordas, e foi por isso que engordei, porque eu não deixei de comer essas coisas todas que tão bem me sabiam. Compro é em dietéticas alimentos do género mas sem glúten. São caros, muito caros. (Pão de forma da Bimbo sem glúten é menino para custar 3,99€ pela última vez que comprei. E a massa da Milaneza sem glúten ate é barata, fica pelos 2,20€ as 500g. Eu já comprei massa a 6€ as 500g. ) 
    O que eu não sabia, é que para além de serem caros, são extremamente calórico e cheios de coisas sintéticas e de hidratos para compensar a falta de glúten do alimento. E pimbas, num ano engordei 10 kg. Não foi grave porque eu estava abaixo do meu peso porque estava doente, mas mesmo assim, a ideia de quem come coisinhas sem glúten é saudável e vai ficar magro é treta. É mais uma moda que vai passar. Mais dia menos dia. Eu até agradeço, porque dão visibilidade à doença e sensibiliza, mas depois ouço bocas de que eu faço a dieta é para emagrecer porque sou isto e aquilo. Enfim. 


    E sim, é tão difícil resistir.. mas depois de quase 7 anos sem glúten na minha vida, já não lhe sinto a falta! Quando passo numa montra de uma pastelaria penso para mim mesma que aquilo é tudo plástico. E a coisa interiorizou e funciona :)


    beijinho daqui das terras de Marte! *
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Seguir no SAPO

    foto do autor

    Passatempos

    Ativos

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    O meu mai'novo

    Escrevo pr'áqui







    blogging.pt

    Recomendado pela Zankyou

    Blogs Portugal

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D

    subscrever feeds